Rio de Janeiro
A+ A-

Notícias

Publicado em: 21/06/2020

Terapia Ocupacional é aliada na inclusão digital na terceira idade.

 


Nunca imaginamos estar vivendo esse distanciamento social, por conta da pandemia do novo Coronavírus. Os idosos, principal grupo de risco quando acometidos pela covid-19, tiveram que se readaptar e lidar com essa mudança brusca do cotidiano. Nessa nova situação, as tecnologias, sobretudo os smartphones, tablets e computadores aparecem como a grande aliada para reduzir o distanciamento social.

 

 

Neste cenário, o trabalho da terapia ocupacional com os idosos e a busca para a inclusão digital não é novo. o programa de inclusão digital do Instituto Federal do Rio de Janeiro e da Universidade Federal do Paraná já existe desde 2016, coordenado pelas doutoras e professoras Lilian dias Bernardo e Taiuani Marquine Raymundo, com o intuito de instrumentalizar os idosos para o uso dos inúmeros aplicativos e funções dos smartphones. 

 

 

Com este distanciamento, as terapeutas ocupacionais estão a todo vapor, com o objetivo de dar um suporte online, analisando e criando estratégias para que os idosos se sintam incluídos no universo digital e que realize o maior número de atividades por meio da tecnologia, contribuindo assim para a segurança de sua saúde ao permanecer em casa e mantendo-se ativo nas execuções de suas ocupações.  

 

 

Nesta atividade, avalia-se as necessidades e demandas de cada um idoso, e são feitas vídeo aulas e fóruns de aprendizagem online para orientar e ensinar como usar diversas funções dos smartphones: aplicativos de banco, vídeo chamadas, gerenciadores de saúde, uso redes sociais, entre outras funções. Algumas coisas simples para quem está acostumado (jovens e adultos) com a tecnologia podem ser vistas com muita dificuldade para um idoso, pois a tecnologia muda em uma velocidade exponencial. 

 

“Os idosos de hoje, nascidos antes do acentuado desenvolvimento tecnológico – que se deu nos anos de 1990 – não possuíam quando mais jovens, o acesso às tecnologias disponíveis atualmente. então suas experiências foram em vivências que são muito diferente das atuais. no entanto, o projeto acredita na capacidade permanente para adquirir novas habilidades e aprender novas tarefas, incluindo as competências necessárias para o uso das novas tecnologias, em qualquer idade.” Observou Dra. Lilian Dias – Terapeuta Ocupacional do Crefito-2

 

 

DISTANCIAMENTO SOCIAL NOS IMPÕE UMA REFLEXÃO SOBRE A NECESSÁRIA E URGENTE INCLUSÃO DIGITAL PARA TODOS, INCLUINDO OS IDOSOS.

 
 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Subsede
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26210-210
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.