Rio de Janeiro
A+ A-

Notícias

Fisioterapia em destaque na UPA de Inoã, em Maricá

Unidade de Pronto Atendimento conta com assistência fisioterapêutica aos pacientes.

O importante trabalho do fisioterapeuta no atendimento à saúde da população desde o nível básico de assistência está sendo comprovado na Unidade de Pronto Atendimento de Inoã, em Maricá, por meio da atuação do fisioterapeuta Dr. José Roberto Reis.

"Atuo na Sala Vermelha da UPA de Inoã há, aproximadamente, um ano. Atendo os pacientes que estão com uma condição mais crítica, seja com ventilação não-invasiva (VNI) ou mesmo com ventilação mecânica invasiva, auxiliando na intubação de pacientes, visando, também, à extubação. Além disso, faço um trabalho dentro da Clínica Médica, na Sala Amarela", explica o profissional, formado pelo Centro Universitário Plínio Leite (Unipli), em 2004.

Dr. José Roberto Reis fala com orgulho do campo profissional que escolheu: "Tenho 14 anos de profissão, especialização em Fisioterapia Respiratória e uma carreira na Fisioterapia. Desde que comecei a atuar como fisioterapeuta, não mudei para outra profissão. Trabalhei muito nas áreas de Traumato Ortopedia, Neurologia, e, principalmente, Esportiva, atendendo atletas profissionais de futebol, vôlei, muay thai, entre outros".

A UPA de Inoã foi construída pelo governo estadual com recursos da União e do Estado. A unidade foi entregue em dezembro de 2012 e passou, imediatamente, a ser administrada pelo município. A unidade foi aberta como sendo do Tipo 2, baseado no número de habitantes de 100 a 200 mil, mas foi logo reclassificada para o Tipo 3, com capacidade para em torno de 400 atendimentos por dia, conforme informações divulgadas pela Prefeitura de Maricá.

Sobre os resultados do trabalho na UPA, Dr. José Roberto Reis comenta que vem recebendo um retorno bastante positivo. "Segundo me relatam, a presença de um fisioterapeuta na UPA proporcionou aos pacientes maior assistência da Fisioterapia, com ganhos significativos não só em relação a Fisioterapia Motora, como também na Fisioterpaia Respiratória".

A fisioterapeuta e coordenadora do Núcleo de Crefito-2 em Maricá, Dra. Tatiana Pinheiro de Souza, foi conhecer o trabalho na UPA Inoã e destaca que a presença da Fisioterapia em uma Unidade de Pronto
Atendimento comprova a necessidade de investimento na área e reforça um campo de atuação profissional.

"Fui, pessoalmente, visitar a unidade e ver de perto como é o trabalho e me surpreendi. Achei muito interessante, pelos benefícios da Fisioterapia no pré-atendimento, em termos de intubação e extubação. Além disso, o trabalho abre a possibilidade de novos campos de atuação. Temos que viabilizar esse conhecimento, tanto para profissionais, quanto para a população e, até mesmo, na esfera política", afirma Dra. Tatiana.

"Com a atuação do fisioterapeuta, a sociedade também ganha, pois, quanto menos demandas por internação, menores serão os gastos para o SUS, dentro de uma unidade hospitalar. E, principalmente, do ponto de vista do paciente, é algo que não tem valor essa redução de tempo de internação. Quanto menos tempo ele permanecer no ambiente hospitalar, se expondo a outros problemas, com certeza a evolução do seu quadro, especialmente o respiratório, será melhor. É de grande valia esse trabalho", completa a coordenadora do Núcleo do Crefito-2 em Maricá.

O fisioterapeuta conta um pouco sobre sua rotina na Unidade de Pronto Atendimento. "A prioridade em minha rotina são os atendimentos dentro da Sala Vermelha, verificando os pacientes que estão intubados e adequando a melhor forma de ventilação mecânica invasiva para eles e, também, atuar na Sala Amarela com os pacientes que estão lá internados, principalmente, os que estão aguardando uma transferência, ou, ainda, à espera de alta também. Alguns permanecem para serem acompanhados, em observação e, às vezes, passam dois a três dias aqui na UPA, apesar de não ser uma unidade de internação", explica. 

 

 
 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Sul Fluminense
(Volta Redonda - RJ)
Rua 18-B, 43, Sala 405
Edifício Centro Empresarial - Vila Santa Cecília
Volta Redonda - RJ
CEP: 27260-100
Telefone: (24) 3343-3930
E-mail: subsedevoltaredonda@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
 
Subsede (EM BREVE)
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br
Subsede (EM BREVE)
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br
Subsede (EM BREVE)
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26285-060
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br