Rio de Janeiro
A+ A-

Notícias

Publicado em: 22/06/2020

Fisioterapeuta do Hospital Federal da Lagoa cria alternativa para evitar intubação de pacientes críticos acometidos por COVID-19.

 


A disseminação do novo coronavírus nos hospitais é um desafio constante aos profissionais de saúde, que precisam prestar atendimento aos pacientes que necessitam de ventilação mecânica com os cuidados para que eles próprios não fiquem doentes. De acordo com especialistas, uma das maiores dificuldades das equipes de saúde, é lidar com os aerossóis liberados pelos pacientes infectados, limitando, assim, o uso de terapias como nebulização, administração de medicamentos pela via aérea, reabilitação com terapias ventilatórias não invasivas (VNI) - que poderiam evitar o agravamento do quadro e a necessidade de um leito em terapia intensiva -, além dos processos de colocação e retirada da prótese ventilatória em pacientes que precisam de ventilação mecânica.

 

Ao refletir sobre essa conjuntura, o chefe do setor de Fisioterapia do Hospital Federal da Lagoa, Cleison Barreto, começou a pensar em uma alternativa que diminuísse a necessidade de colocar o paciente numa terapia intensiva e com isso reduzir o número de pacientes intubados. Dessa forma, o fisioterapeuta criou um sistema de isolamento para proteção coletiva, que melhora a segurança das equipes e permite a realização das diversas terapias essenciais para o tratamento de pacientes acometidos pela COVID-19: o Sistema de Isolamento com Pressão Negativa e Fluxo Contínuo.

 

Apelidado de cápsula, o Sistema retira o ar contaminado e não deixa que as partículas se espalhem pelo ambiente, isolando o paciente e não expondo o profissional de saúde à contaminação, possibilitando, assim, a realização de todos os procedimentos com segurança. Desenvolvida em parceria com professores do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), sob a coordenação do pesquisador e PhD, Dr. Cristiano Ponte, e com a ajuda de empresas, foram confeccionadas 22 cápsulas e distribuídas para 16 hospitais públicos.  Entre eles o Hospital Federal Cardoso Fontes (Jacarepaguá), o Hospital Municipal Lourenço Jorge (Barra da Tijuca), o Hospital Municipal Jesus (Vila Isabel), Hospital Jorge Elias Miguel (Angra do Reis), Hospital Municipal de campanha (Araruama), Hospital da Sociedade Portuguesa de Beneficência (Campos dos Goytacazes), Hospital da Criança Conceição (Porto Alegre/RS), Hospital Geral de Arraial do Cabo, Hospital Municipal Salgado Filho (Méier), Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (Duque de Caxias), Hospital Central Aristarcho Pessoa (Rio Comprido), Instituto Fernandez Figueira – Fiocruz (Flamengo), Hospital Municipal Mariana Maria de Jesus (Quissamã), Inca (Centro), Hospital Municipal (Cachoeiras de Macacu) e no próprio Hospital Federal da Lagoa tem três dispositivos. 

 

Tínhamos vários pacientes que eram intubados precocemente, porque não poderia ser feita a VNI por conta da contaminação do ar por partículas invisíveis, de acordo com a determinação da Agência Nacional de Saúde (ANS), a não ser que se tenha um sistema de isolamento com pressão negativa; e isso ficou na minha cabeça. A função da Caixa, que criamos, é isolar o paciente e não contaminar o profissional de saúde para poder realizar todos os procedimentos com segurança. E esse sistema da Caixa diminui a necessidade de colocar o paciente numa terapia intensiva, liberando esses leitos para os pacientes que realmente precisam. É muito ruim ter que intubar o paciente porque não se consegue fazer um outro tipo de atendimento”, explicou o fisioterapeuta e criador do Sistema de Isolamento com Pressão Negativa e Fluxo Contínuo, Dr. Cleison Barreto. 

 

Ao tomar conhecimento dessa iniciativa o presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 2ª Região (Crefito-2), Dr. Wilen Heil e Silva fez questão de homenagear o fisioterapeuta, Dr. Cleison Barreto e o pesquisador e PhD, Dr. Cristiano Ponte.  Participaram da homenagem o presidente do Crefito-2, Dr. Wilen Heil e Silva, o vice-presidente, Dr. Diego Torres, o diretor de fiscalização, Dr. Carlos Pereira, o conselheiro e presidente da Aferj, Dr. Leonardo Brito e o conselheiro e coordenador dos Polos de Representação do Conselho, Dr. João Magalhães.

 

O Sistema de Isolamento com Pressão Negativa e Fluxo Contínuo possui tecnologia 100% nacional e que ajuda a evitar a intubação de pacientes com COVID-19 é confeccionado com a ajuda financeira arrecadada através de um site de patrocínio coletivo criado pelos desenvolvedores.


Confira a fala dos conselheiros durante a homenagem realizada na Plenária do Conselho:


É possível transformar os sonhos em realidade. Quando se acredita que é possível e as pessoas se unem e lutam para que aquilo se realize e possa ajudar a beneficiar o coletivo. E isso que faz a diferença nas nossas profissões e é nisso que esse Colegiado acredita”, afirmou o presidente do Crefito-2, Dr. Wilen Heil e Silva.

 

Honrar seu trabalho, sua dedicação e seu empenho por buscar alternativas num momento tão difícil como esse que estamos passando é nosso dever. A importância de projetar esse trabalho para todo o estado do Rio de Janeiro e quem sabe para todo o país e até para o mundo, mostrando que com poucos recursos é possível fazer e obter resultados positivos para o nosso paciente. Isso é algo que o Crefito-2, através desse Colegiado, não pode deixar passar em branco. Precisamos valorizar nosso colega que está no dia a dia, no campo de batalha buscando o melhor para todos”, enfatizou o vice-presidente, Dr. Diego Torres.

 

Essa iniciativa é muito importante nesse momento difícil que estamos vivendo, são várias situações que estão abalando principalmente aos jovens, e dar visibilidade a essa sua empreitada é muito positivo para o jovem.  Porque mostra que conseguimos encontrar saída mesmo numa situação tão ruim como a que estamos atualmente”, reiterou o diretor de Fiscalização, Dr. Carlos Pereira.

 

Se cada um pudesse estar desenvolvendo alguma coisa para o bem da população, seria muito bom e a sociedade precisa conhecer esse tipo de iniciativa, assim como outros profissionais também. Saber que é possível se fazer alguma coisa diferente e atender cada vez melhor aos nossos pacientes”, ratificou o conselheiro do Crefito-2 e vice-presidente da Aferj, Dr. Leonardo Brito.

 

Essa iniciativa tem um caráter importante porque vai motivar nossos colegas, principalmente os que estão bem distantes da capital na construção de coisas novas. Até porque é uma característica do fisioterapeuta atuar na adversidade, que tem uma criatividade longínqua. Eu fico muito feliz de recebê-lo em nossa Casa pela atitude, que diante de um procedimento mundial, numa situação dificílima, sinalizou com uma luz que, provavelmente, projetará mais a Fisioterapia”, complementou o coordenador dos Polos de Representação do Crefito-2, Dr. João Carlos Magalhães.


 

Galeria de Fotos

 
 
 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Subsede
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26210-210
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.