Rio de Janeiro
Maio Amarelo - Movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito
A+ A-

Notícias

Fisioterapeuta com longa trajetória profissional no Espírito Santo foi homenageado pelo Crefito-2

Na última entrevista da série “Homenagens”, a história e a opinião de mais um profissional condecorado pelo Conselho Regional.

Detalhe: placa de homenagem ao profissional fisioterapeuta

O Dr. Devanir Cintra Gil formou-se pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em 1973. No ano seguinte à sua graduação, 1974, o fisioterapeuta tornou-se sócio da Clínica Especializada em Reabilitação e Fisioterapia (Cerf), que ajudou a fundar na capital capixaba. São 37 anos de atuação profissional nas áreas ortopédica, neurológica e hospitalar. O profissional foi um dos precursores da Fisioterapia no Estado.
 

Ele também já foi membro efetivo da Associação de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Espírito Santo (Afito/ES), entre os anos de 1984 e 1990 e participou da elaboração do Projeto Crefes - Centro de Reabilitação Física do Estado do Espírito Santo. Em defesa da valorização profissional e da formação superior, o Dr. Devanir participou do processo de extinção das Escolas Técnicas de Fisioterapia.

O fisioterapeuta recebeu das mãos da Dra. Regina Figueirôa, presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 2ª Região (Crefito-2), uma placa que representa o reconhecimento do órgão por sua competência e contribuição à profissão. A entrega aconteceu na cerimônia de abertura da VI Jornada Científica de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, realizada em Vitória, de 6 a 8 de outubro, pelo órgão.

Conversamos com o Dr. Devanir sobre a homenagem, a profissão, os momentos marcantes e a valorização da categoria. Veja a seguir.

Crefito-2: Como você se sentiu ao receber a notícia de que foi escolhido para a homenagem do Conselho? Qual é a importância deste reconhecimento?
 
São 37 anos dedicados à Fisioterapia, com muito respeito, ética e trabalho. Ser escolhido e honrado pelos membros conselheiros de nossa entidade para receber uma homenagem, justo na semana do Fisioterapeuta, representa tudo aquilo que o profissional almeja, ou seja, o reconhecimento dos colegas e a sensação do dever cumprido com ética e dignidade.
 
A repercussão dessa homenagem atingiu colegas, familiares e até uma Moção de Aplausos como Fisioterapeuta Pioneiro do Estado do Espírito Santo, que foi aprovada e registrada nos Anais da Câmara Municipal de Vitória, pelo compromisso e seriedade do trabalho prestado à população capixaba.
  
Crefito-2: “Integralizando a Ciência da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional” foi o tema na VI Jornada Científica de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do ES. Comente um pouco a respeito.
 
Considero o tema pertinente ao momento atual, quando vemos mudanças importantes na saúde, visando à qualidade de vida da clientela assistida. Para tal, a troca e a complementação de informações técnicas são necessárias. A integralização nos leva ao aprimoramento da ciência.
 
 
Crefito-2: Quais foram os maiores desafios vivenciados no início de sua carreira profissional, que já conta com quase 40 anos de história.
 
A trajetória profissional iniciou-se em 1974, quando chegamos à cidade de Vitória, vindos de Belo Horizonte. Eu e os estimados colegas Carlos Fernando de Mello e Alcebíades Teixeira de Godoy Filho iniciamos a jornada juntos em nossa Clinica Especializada em Reabilitação e Fisioterapia (Cerf).
 
Nesta época, praticamente nada se conhecia de Fisioterapia e Terapia Ocupacional no Estado. Éramos olhados com certa desconfiança e descrédito, pois poucos conheciam a profissão. Fomos caminhando com muita luta, perseverança e trabalho. Conseguimos mudar este quadro. Muitos nos procuravam para esclarecer sobre a profissão do fisioterapeuta. Passo a passo, fomos conquistando a confiança da classe médica e pacientes. Neste espaço, outros colegas foram chegando a Vitória. Ganhamos espaço e credibilidade.
 
Crefito-2: Quais os principais avanços da fisioterapia e momentos profissionais você destacaria?
 
Desde nossa graduação, em 1973, até os dias atuais, demonstra-se, sem sombra de dúvidas, o crescimento e os avanços na área técnica e científica da fisioterapia.
 
A exposição constante na mídia mostra o respeito adquirido pelo profissional fisioterapeuta na equipe multidisciplinar da Saúde. Concomitante ao que ocorreu com a área médica, fica evidente, à medida que procedimentos menos invasivos, menos dor no período pós-operatório, redução de permanência hospitalar, retorno às atividades de vida diária normal, qualificação técnica do fisioterapeuta, principalmente nas áreas ortopédica, esportiva, neurológica e hospitalar.
 
O aprimoramento profissional é muito importante. A cada dia surgem novas técnicas, novas linhas de direção de tratamento fisioterapêutico.
 
Momentos profissionais marcantes foram vários, mas uma síntese de todos esses momentos é que, durante os 37 anos de atuação em nossa clínica, mantivemos uma relação transparente e ética com outros profissionais de saúde, mantendo sempre a independência em relação às decisões e escolhas de tratamento. Ser referência por todo esse tempo nos orgulha muito.
 
Crefito-2: Quais os desafios do atual momento da fisioterapia?
 
Politicamente, devemos manter a autonomia e exclusividade de nossa profissão, não permitindo a invasão ilegal à privacidade do profissional fisioterapeuta. Em relação aos projetos de lei que definem "Ato médico", assim como matéria de Sociedades de Ortopedia, que pretendiam discutir as competências do exercício profissional do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional, acredito que os responsáveis deveriam ler as Resoluções do Coffito para conhecer as prerrogativas do exercício profissional de nossa categoria.
 
Aproveitando o momento em que a fisioterapia se encontra, tanto na parte técnica como na científica, que os colegas pautem suas carreiras visando sempre o aprimoramento. Invistam e persigam sempre o melhor. Gostaria que todos tivessem a mesma oportunidade que eu tive de participar de congressos e vários cursos, inclusive com colegas de outros países, como os professores do Mackenzie Institute International (Nova Zelândia), com os quais estudei e fiz cursos no período de 1977 a 1999. Os conhecimentos de diagnóstico e terapia mecânica de coluna e extremidades fizeram o grande diferencial na minha área de atuação. Continuo a acompanhar os avanços de nossa profissão através de publicações e livros, importantes na nossa capacitação.
 
Crefito-2: Quais são suas perspectivas e anseios para o futuro da sua área?
 
Lutar pela inserção do fisioterapeuta na construção de um SUS com mais qualidade de atendimento. Temos algumas questões preocupantes também. É possível continuar abrindo faculdades de Fisioterapia, habilitando profissionais sem uma boa formação? Quantos profissionais são lançados anualmente no mercado, recebendo salários não condizentes, gerando subempregos? Quando será que as operadoras de saúde irão usar o Referencial de Honorários de nossa categoria?
 

 

Galeria de Fotos

 
 
 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Sul Fluminense
(Volta Redonda - RJ)
Rua 18-B, 43, Sala 405
Edifício Centro Empresarial - Vila Santa Cecília
Volta Redonda - RJ
CEP: 27260-100
Telefone: (24) 3343-3930
E-mail: subsedevoltaredonda@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Subsede
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26285-060
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.