Rio de Janeiro
A+ A-

Comunicados

Publicado em: 17/03/2020

Nota Técnica: Crefito-2 está na luta contra a COVID-19 (Coronavírus).


NOTA TÉCNICA SOBRE OS ATENDIMENTOS QUE ENVOLVAM FISIOTERAPEUTAS E TERAPEUTAS OCUPACIONAIS FRENTE À PANDEMIA COVID – 19.

 

O Crefito-2, em consonância com as autoridades sanitárias, vem neste documento, contextualizar as medidas preventivas a serem tomadas pelos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais nos ambientes em que atuam.

 

Ressaltamos que tais orientações são passíveis de mudança à medida em que o cenário epidemiológico e as orientações dos órgãos governamentais sejam alteradas.

 

Orientações aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais que atendem no ambiente domiciliar:

 

·       Ter consigo sempre álcool 70% para usar e/ou disponibilizar para os pacientes durante os atendimentos. Higienizar adequadamente também todos os equipamentos que forem entrar em contato com os pacientes;

 

·       Evitar tocar em maçanetas na residência do paciente e quando o fizer, higienizar as mãos com álcool 70% imediatamente ou água e sabão;

 

·      - Evitar uso do celular durante o atendimento, caso o manuseio no aparelho seja indispensável, higienizá-lo antes e após o uso. Ao retornar o atendimento com o paciente, as mãos deverão ser novamente higienizadas com álcool 70% ou água e sabão.

 

·        - Cumprimente sem o contato físico ao ser recepcionado;

 

·        - Lave as mãos antes e depois dos atendimentos;

 

·        - Use óculos de proteção ou protetor facial, máscara cirúrgica, avental/capote, nos casos suspeitos;

 

·        - Use sua própria caneta e garrafa d’água, evitando pedir emprestado;

 

·        - Oriente seus pacientes e familiares sobre as medidas a serem tomadas para evitar o contágio, restringindo ao máximo, a disseminação do vírus. Use, para isso, as orientações do Ministério da Saúde, amplamente disseminadas nas mídias do Crefito-2;

 

·        - Manter o local arejado com janelas abertas;

 

·      - Não recomendar ou prescrever condutas preventivas ou terapêuticas que não tenham evidências científicas, pois ainda não conhecemos totalmente o comportamento do vírus;

 

·       - Caso esteja apresentando algum sintoma que indique uma possível contaminação pelo coronavírus (febre alta, dispneia e mal-estar), a orientação é não realizar pessoalmente os atendimentos. Procure alguém para substituí-lo ou realize orientações domiciliares, conforme sua avaliação de prioridades.

 

 


Orientações aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais que atendem em consultórios, ambulatórios, estúdios de Pilates, ginástica laboral e Fisioterapia Aquática:

 

·       Orientar os pacientes a chegar no horário previsto a fim de evitar aglomerações na sala de espera;

 

·       Abra as janelas do seu consultório várias vezes ao dia, buscando uma melhor circulação do ar;

 

·       Deixe avisos em sua recepção solicitando que ao chegar as mãos devem ser lavadas, e ao ir embora também;

 

·       Retire revistas que possam ser compartilhadas entres as pessoas, muito comum nas recepções;

 

·      Evitar uso de bebedouros, mesmo que seja utilizado copo descartável, afinal de contas deverá ser acionado o comando para a água disparar. O melhor é cada paciente levar a sua garrafinha;

 

·      Higienizar as maçanetas do consultório com álcool 70% e orientar os pacientes a evitar tocar nelas. Caso o façam, ter álcool gel à mão para a correta higiene das mãos;

 

·      Evitar o uso do celular durante o atendimento, caso o manuseio no aparelho seja indispensável, higienizá-lo antes e após o uso. Ao retornar o atendimento com o paciente, as mãos deverão ser novamente higienizadas com álcool 70% ou água e sabão;

 

·      Após cada uso, estabelecer uma rotina de higienização dos materiais, equipamentos e aparelhos com álcool 70%, preferencialmente com material que possa ser descartado ao final do dia;

 

·     Em ambiente de grupos terapêuticos de Terapia Ocupacional e Fisioterapia, garanta que haja espaço de ao menos um metro e meio entre as pessoas, tendo o cuidado de higienizar com álcool 70% os equipamentos que cada paciente utilizou, antes que outro o faça;

 

·       Avaliar criteriosamente a necessidade de atendimento a pacientes do grupo de risco (idosos acima de 60 anos, imunossuprimidos, pessoas com câncer e outras doenças subjacentes). Organize seu programa de exercícios de forma a ter que tocar no paciente o mínimo possível. Oriente seus pacientes e familiares sobre as medidas a serem tomadas para evitar o contágio, restringindo ao máximo, a disseminação do vírus. Use para isso as orientações do Ministério da Saúde, amplamente disseminadas nas mídias do Crefito-2;

 

·       Desmarcar consulta caso você ou o seu paciente apresentem sintomas de tosse, coriza, febre e falta de ar.

 

  


 

Para os profissionais que atuam em ambiente hospitalar:

 

·       Seguir os protocolos divulgados internamente pela CCIH;

 

·     Evitar o uso do celular durante o atendimento, caso o manuseio no aparelho seja indispensável, higienizá-lo antes e após o uso. Ao retornar o atendimento com o paciente, as mãos deverão ser novamente higienizadas com álcool 70% ou água e sabão;

 

·       Use óculos de proteção ou protetor facial, máscara cirúrgica, avental/capote nos casos suspeitos;

 

·       Acompanhar as informações divulgadas pelos canais oficiais do Crefito-2.

 

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+Técnica+n+04-2020+GVIMS-GGTES-ANVISA/ab598660-3de4-4f14-8e6f-b9341c196b28

 

Rio de Janeiro, 16 de março de 2020.

 

 DR. WILEN HEIL E SILVA

PRESIDENTE DO CREFITO-2

 

CLIQUE AQUI E BAIXE A NOTA TÉCNICA EM PDF.

 

Matérias Relacionadas

 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Subsede
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26210-210
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.