Rio de Janeiro
A+ A-

Comunicados

Publicado em: 14/02/2020

Coleta de Dados da Pesquisa de Mestrado “AÇÕES DE TERAPEUTAS OCUPACIONAIS JUNTO À POPULAÇÃO DISSIDENTE DE GÊNEROS E SEXUALIDADES: AS PRÁTICAS PROFISSIONAIS E OS SEUS SUJEITOS NO CENÁRIO BRASILEIRO”

 


A população que vivencia a dissidência de gêneros e sexualidades tem suas vidas marcadas por diversas violências. A partir do momento em que existe uma quebra da construção de corpo e desejo referenciados no ideal cisgênero e/ou heterossexual e ela fica explícita aos olhos do outro, as fragilidades se intensificam e isto reconfigura a organização de vida desses sujeitos, trazendo impactos no cotidiano em seus diversos contextos, seja no âmbito das relações pessoais, afetivas e amorosas (nas relações de amizade, família, vida conjugal, nas opções religiosas), seja no âmbito das políticas sociais (saúde, educação, assistência social, entre outras).

 

Especificamente na terapia ocupacional, o trabalho no campo das dissidências de gêneros e sexualidades é escasso, sendo quase nula a produção bibliográfica sobre o assunto. Portanto, o objetivo desta pesquisa é levantar, conhecer e analisar o perfil profissional e as práticas de terapeutas ocupacionais que estão trabalhando no Brasil junto à população dissidente de gêneros e sexualidades.

 

Para tanto, pretende-se um levantamento amplo de quem são tais profissionais, por diversos mecanismos de busca, e a aplicação de um questionário a toda população reunida, de maneira a se obter um quadro geral. Com os parâmetros trazidos por esse mapeamento, serão escolhidos e convidados terapeutas ocupacionais a colaborar com a pesquisa, concedendo uma entrevista, numa abordagem mais compreensiva e dialogada sobre a temática.

 

Os resultados dessa coleção de dados serão analisados, tomando-se como fundamentos as referências teóricas da teoria queer e da terapia ocupacional social. Pretende-se contribuir para a ampliação do arcabouço teórico e metodológico da terapia ocupacional, no sentido de instrumentalizá-la quanto à formação de profissionais e propostas de ações para atender demandas até aqui pouco acolhidas.

 

ACESSE O LINK DO FORMULÁRIO EM http://tiny.cc/tolgbt

 
 
 
  • Imprimir este conteúdo
  •  
  • Salvar este conteúdo
  •  
  •  
  •  
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  • Compartilhar no Whatsapp
  •  
 
 

Deixe aqui seu comentário

Ícone do comentário
 
Sede
Rio de Janeiro
Rua Félix da Cunha, 41
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20260-300
Telefone: (21) 2169-2169
E-mail: faleconosco@crefito2.org.br
Site: www.crefito2.gov.br


Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Subsede
Sul Fluminense
(Volta Redonda - RJ)
Rua 18-B, 43, Sala 405
Edifício Centro Empresarial - Vila Santa Cecília
Volta Redonda - RJ
CEP: 27260-100
Telefone: (24) 3343-3930
E-mail: subsedevoltaredonda@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Norte Fluminense
(Campos dos Goytacazes - RJ)
Rua Alvarenga Filho, 114, Sala 607
Condomínio CDT - Pelinca
Campos dos Goytacazes - RJ
CEP: 28035-125
Telefone: (22) 3025-2580
E-mail: subsedecampos@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
Subsede
Região Serrana
(Teresópolis - RJ)
Av. Feliciano Sodré, 300, Sala 518,
Várzea, Teresópolis - RJ
CEP: 25963-081
E-mail: subsedeteresopolis@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Região dos Lagos
(Cabo Frio - RJ)
Av. Julia Kubistchek, 16, Sala 317, Condomínio Edifício Premier Center,
Centro, Cabo Frio – RJ – CEP: 28.905-000
E-mail: subsedecabofrio@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Subsede
Baixada Fluminense
(Nova Iguaçu – RJ)
Av. Gov. Roberto Silveira, 470, Sala 227,
Centro, Nova Iguaçu – RJ
CEP: 26285-060
E-mail: subsedenovaiguacu@crefito2.org.br

Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.